O Registro Agudo

O Registro Agudo

“Se os lábios permanecem flexíveis e a som não é forçado, será possível tocar facilmente qualquer nota, não importa em que registro” Herbert L. Clarke

Bem, de início tenho que dizer que ‘chegar’ a uma nota aguda não significa ‘tocar musicalmente’ no agudo. Já ouvi que Maynard Ferguson se exercitou na região aguda tocando o Arban uma oitava acima. O certo é que, nessa região, praticar articulações, trilos, vibrato, fraseado e tocar musicalmente façam Maynard ou Bill Chase diferentes!

Veja o que Maynard Ferguson falou sobre esse assunto:

“Ao chegar ao registro agudo, você deve ser capaz de tocar romântica e musicalmente – em certas ocasiões, até mesmo pianissimo. Sonoro não significa sem beleza. Luciano Pavarotti, por exemplo, está algumas vezes em sua maior beleza musical quando cantando fortissimo. Algumas vezes instrumentistas que têm a habilidade de tocar no registro extremamente agudo, esquecem que se não tocarem emocionalmente, não dominam esse registro.” [2001 Maher Publications, Inc – Breathing Fun Into Jazz]

Sobre a prática no registro agudo não há novidades: temos que exercitar.

“Tocar consistentemente na região aguda tem muito a ver com a prática. Para tocar agudo e manter a flexibilidade para tocar nos outros registros, o que é necessário para trabalhos de estúdio, você tem que praticar. Eu gasto um mínimo de três horas por dia” Charley Davis

Uma questão fundamental enquanto praticamos nos registros extremos é dar um descanso adequado aos lábios para que o tecido seja restaurado.

Há basicamente três tipos de exercícios para o agudo. Esses três diferentes ângulos de abordagem possibilitam a facilidade para tocar em toda tessitura do trompete.

Ganhando o Feeling

Exercícios onde os agudos são realizados piano. Primeiro toca-se uma oitava abaixo para ouvir a afinação. Em seguida faz-se a oitava superior suavemente com pequena abertura e usando pouco ar. Mais tarde pode-se colocar um crescendo para que o som ganhe mais ‘corpo’.

Esse exercício deve ser realizado do modo correto.

  1. Faça-o piano
  2. Não use ‘força bruta’. Não force. 
  3. Não insista na mesma nota mais que três vezes, caso não consiga na primeira tentativa. 
  4. Use a digitação indicada. 
  5. Descanse entre os exercícios.

 

Ganhando Potência

Exercícios que se edifica até a nota aguda, com alguma preparação.

Exercícios desse tipo são os básicos para desenvolver potência e som no registro agudo.

  1. Grande respiração e peito erguido.
  2. Ao chegar ao agudo, sopre confiantemente, sem medo.
  3. Pense TIH (não txi) nas notas agudas.
  4. Descanse entre os exercícios tanto quanto tocou.

Ganhando Precisão e Confiança

Exercícios geralmente em duas oitavas que não se edifica, que se vai ao agudo sem preparação.

Há vezes que precisamos tocar agudo sem preparação, começando diretamente nessa região. Estudos dessa natureza exercitam para esse tipo de execução.

  1. Toque a primeira nota para ouvir a afinação.
  2. Respire e toque a oitava superior confiantemente.
  3. Não hesite, não pense muito. Confiantemente ataque a oitava superior.
  4. Descanse.

[continua]

37 respostas para O Registro Agudo

  1. ZILDEMAR FELIX DE LIMA disse:

    vou estudar esses excicicios,e tenho certeza que vou conseguir as notas agudas que é meu maior problema ok. nunca tive professor,ja toco a muito tempo e tenho esse sonho de chegar pelo menos até o Fà 5. muito obrigado pelas dicas. meu nome é ZILDEMAR FELIX.

    • Amigo Zildemar. Aguarde e vou postar uma série de exercícios prescritos pelos grandes trompetistas com o objetivo de desenvolver todos os registros do instrumento. Fique certo que essa dificuldade não é apenas tua. Recomendo que ingresse no fórum http://trompete.proboards.com/ onde podemos compartilhar nossas experiências e progresso.

      Boa sorte,

      Abdalan

      • bom dia meu grande,nao sei se lembra de mim. te mandei uma menssagem a um bom tempo atraz para q vc me deçe algumas dicas para o registro agudo ok. entao,estou tendo dificudades ainda,o que devo fazer. por favor me ajude pq as vezes quando estou tocando com a orquestra as notas agudas nao sai. um grande abraço.

      • Sim, lembro bem.
        Continue lendo e estudando. Aguarde uma série de exercícios exclusivamente para desenvolvimento do registro agudo – não se engane: a caminhada com nosso belo instrumento terá sacrifícios sempre.

    • moisessantoscunha@hotmail.com disse:

      ZILDEMAR FELIX DO RECIFE? NÉM ACREDITO…. ESSE CARA TOCA MUITO, TIVE A HONRA DE TER AULAS COM ELE QUANDO ELE MOROU AQUI NA BAHIA.
      ALÔ ZILDEMAR, SOU EU CARA…MOKA, SAUDADES.
      71-9196-3838 LIGUE PRA MIM MOÇO

  2. luan soares disse:

    agudos sao meus problemas mas com essas dica conseguirei superalos obrigado

  3. oswaldo camara disse:

    realmente sem estudo e dedicaçao nao se consegue chegar a lugar algun pois e nescessario que estudemos com paciencia e corretamente so assim chegaremos a meta desejada parabens pelas dicas valeu mesmo

  4. claudinho trompete RJ disse:

    Somente com muita diciplina ,e meta de estudo é´possivel conseguir ,pois acredito que todos podem tocar na região aguda ,porem nem todos possuem a paciencia para os estudos do agudo ,

  5. Samuel Gomes Rodrigues disse:

    Eu tenho um grande problema nessa região..
    Quando tento chegar ao E5 meu som sai Creffado não sei se é a meneira serta de dizer mas nao consigo , tento esforça um pouquinho e não sai …
    Mais muito obrigado , com esses exercícios recomendados estarei estudando

    • Olá, Samuel, não conheço a expressão, mas estamos de acordo com a necessidade de estudo.
      Abdalan

      • Samuel Gomes Rodrigues disse:

        Me desculpe pela expressão sitada , pois , quando tendo alcançar o E5 meu som sai creffado , esta expressão Creffado é quando o som sai chiado algo assin fazendo aquele som xiii… parecendo um ar saindo dentro do instrumento sabe e não saindo o som corretamento… espero que voce possa entender essa expressão…
        muito obrigado.. pela compreenção.

  6. anonimo disse:

    o meu som e potente, e bonito, isso ate o re5, quando passo pro mi5 so sai o vento! Mas, eu vo tentar esses estudos. Se nao der certo eu desisto. Porq ja estou nessa a 4 anos.kk

  7. anonimo disse:

    Oi Abdalan! Sou trompetista a 3 anos e ñ consigo passar do mi5, meu som e legal + agudo…

  8. thallys disse:

    eai brow! Entao, eu to com um vicio tremendo, de tocar fazendo bochecha, me diz ai como largar, isso e muito feio. Ajuda ai porfavor

  9. Vaime disse:

    Qual a digitação destas notas agudas

    • A mesma do registro médio. Alguns usam o terceiro pisto para o A, mas não é premente essa necessidade. É possível um grande número de combinações, porém ficar com a mesma digitação é garante que não vai se perder (esperamos).

  10. William mariano disse:

    Como vai amigo? Sou trompetista ja algum tempo. Recebo alguns elogios, mas tenho consciencia q preciso me aprimorar muito. Sou do interior de pernambuco e não temos muito acesso a bons métodos e o principal acompanhamento profissional. Gostario de um auxilio se possivel e claro. Desde de ja muito grato!

  11. noel pereira lima disse:

    nossa cara,muito bom esse metodo!modestia a parte eu tenho um som excelente no trompete,mas para noats aguda sou péssimo,principalmente a partir do si agudo ai a coisa fica feia.mas vou tentar estudar isso ai.valeu!!!!!!!!!!!!!!

  12. everaldo disse:

    como faço para ingressar no forun

  13. Rayr disse:

    cara eu sou do interior do tocantins toco a uns 4 anos mais preciso saber qual eo metodo bom para mim estudar pra ter um som agradavel?

  14. rubens disse:

    fala camarada sou do Pará tenho dificuldade No trompete na região aguda pois ó som sai espremido

  15. Ademir Pereira Queiroz disse:

    Olá meu amigo, gostei muito desse seu ensinamento, e vendo as dificuldades dos amigos trompetistas nas regiões agudas, que é o meu problema também, pois já toco há mais de 20 anos, porém, sempre com essa dificuldade, como também, a bem da verdade não tínhamos internet e bons métodos. Aproveitando a oportunidade, gostaria de saber se o trompetista usando prótese superior a dificuldade é maior ou dá para superar essa deficiência. Toco em conjuntos, orquestra e sempre as mesma dificuldade na região aguda, por essa razão, peço uma ajuda do amigo.

    Att.

  16. Jailson disse:

    Ola, sou trompetista a um ano e tenho dificuldade em manter por muito tempo o A4 gostaria de suas dicas

  17. gabriel disse:

    olá…. sou trompetista a 11 anos… consigo tocar ate o fa 5 mas eu canço mto rapido queria uma dica…. obrigado

  18. Silvio Ricardo de Oliveira disse:

    Bom dia prezados! Estou super impressionado com tantas informações preciosas….como não era meu hábito navegar na internet, tenho a impressão de ter me atrasado no Planeta, no Universo, desconhecendo tantas Fontes imprescindíveis como estas! A todos vcs que passam essas informações, tamanha e imensurável ato da parte de vcs….veementemente os parabenizo, quero que sejam imortais para nunca secar essa fonte!!

  19. wederson henrique disse:

    Abdalan eu tenho uma dificuldade prender os cantos da boca e por isso n consigo tocar os agudos com som mais brilhante
    me ajuda com esse poblema

  20. Mateus disse:

    Olá,eaí. Tudo bem? Meu caro, esses métodos funcionam para outros intrusmento? Eu toco Clarinete, consigo tirar os agudos,porém com dificuldade e todos saem super Desafinados, necessito de ajuda kk
    Isso serve para mim ,clarinetista? toco a pouquissimo tempo,mas já tenho experiencia no assunto,sou dedicado ^^
    Valeu,desde já agradeço

  21. Romeu disse:

    Olá! Com persistência, em quanto tempo acha que posso aumentar minha extensão do Sol 4 até Dó 5?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s