A Parte Mais Importante da Prática

A Parte Mais Importante da Prática: o Descanso

“Entusiasmo é uma virtude, impaciência um obstáculo”. Don Jacoby

 Um dos maiores segredos de uma prática eficiente é o uso adequado de períodos de descanso. Alguém já disse que potência, boa extensão do grave ao agudo e resistência é de propriedade dos que sabem descansar. Isso é extremamente difícil para os de temperamento impetuoso. Há aqueles que praticam até ao colapso. Bem, na nossa prática devemos construir e não destruir. Ao se sentir cansado, pare! Nunca toque com a sensação de fadiga.  Cada vez que paramos um pouco, damos tempo ao corpo para reconstruir o tecido e fortificar os músculos que estamos exercitando. Descanso significa manter o bocal longe da boca! Timofei Dokschitzer recomenda que se vai gastar duas ou três horas na prática, que ela seja dividida em dois ou três períodos de quarenta a sessenta minutos na manhã, tarde e noite.

Três Tipos Descanso

1. O DESCANSO ENTRE OS EXERCÍCIOS DE UM ESTUDO.

Esse tipo de descanso pode durar 10 segundos, 30 segundos, 1 minuto, 5 minutos ou até mesmo 10 minutos. Digamos que esteja praticando H. L. Clarke Technical Studies No 1. Observe que há  uma fermata entre os exercícios. Isso significa que entre cada exercício deve-se introduzir um breve descanso.

Uma regra prática é essa: descanse, no mínimo, tanto quanto tocou.

Talvez haja necessidade de descansar mais se praticando exercícios extremos (no registro agudo, por exemplo). Fazendo assim, você fará todo o estudo sem fadigas extremas.

“Considero que devo praticar para resistência, e não cansar meus lábios tocando demais. Alternando curtos períodos de descanso com períodos tocando, mantenho meus lábios revigorados e flexíveis, permitindo-me acabar a prática do dia com mais conforto e vigor que antes”.
Herbert L. Clarke

2. O DESCANSO ENTRE OS ESTUDOS.

Há que se introduzir seções de descanso entre rotinas. É muito proveitoso nosso estudo em vários blocos. Essa é a chave para se adquirir resistência e manter o alto padrão em toda a prática. O tempo mínimo aqui é meia hora.

“Para desenvolver resistência é importante praticar muitas vezes durante o dia, e não longamente de uma só vez. Toque 30 minutos, descanse 15. Então toque 30 e descanse 30. Toque 30 e descanse 1 hora. Os lábios são músculos; é importante descansá-los freqüentemente”. Maurice Andre

3. TIRAR UM DIA DE FOLGA.

Percebo que o dia em que estou tocando melhor é a segunda-feira. A razão é que tiro o domingo de folga. No domingo não realizo rotinas completas e só toco se tenho algum compromisso. Não é proibitivo tocar todos os dias, mas um dia de folga é muito restaurador e os resultados são evidentes.

“Potência, range e resistência pertencem aos que sabem descansar”. Robert Negel

Não temos oportunidade de ditar o ritmo de estudo em ensaios e apresentações. Nesses casos, aproveite cada oportunidade para descansar. Seu ‘bico’ e os outros músicos agradecem.

Para saber a experiência de um grande músico sobre essa questão, recomendo o próximo capítulo – Freddie Hubbard Adverte: Cuidado! Revise a Maneira que Você Toca Trompete.

Abdalan da Gama

10 respostas para A Parte Mais Importante da Prática

  1. Anderson disse:

    Diga aeee mestre, olha eu novamente !
    Mestre, estou passando por uma série de coisas nos meus estudos .
    Gostaria que me ajuda com a questão da resistência o mais rápido que puder.
    Na execução de música as vezes até muiiito fáceis, sinto logo os músculos da minha boca cansado e não consigo matê-los firmes, desgraçando o resto todo…..
    Outra coisa que gostaria que me ajudasse é num ritmo de estudo. As vezes me sinto desmotivado por não ter um norte na hora de estudar.
    Sofro tambem com exercicios e musicas que necessitam de flexbilidade, exemplo seria musicas que abrange des do F# ao G após a quinta linha.
    Qualquer coisa me mande um email
    Amo demais esse instrumento e não quero deixar de evoluir

    Abraços
    Anderson

    • Os problemas que expõe são comuns no início da prática do trompete.

      Leia com atenção os conceitos exposto nos artigos que postei aqui. Pratique com tranquilidade e paciência, pois todas as coisas serão colocadas no lugar quando a prática é bem feita.

      Procure um bom professor que possa te ajudar nas questões específicas, caso as dúvidas persistam.

      Bons estudos.

  2. abdalan da gama disse:

    e ai mestre tenho serios poblemas quando toco,pois minha boca fica muito marcada pelo bocal e sinto-me muito cansado,qual a dica que vc tem pra mim vlw..abraçao

    • Embora não me sinta apto para responder tua dúvida, assim, de longe.

      [1] Tente usar dois ou três métodos tocando muito relaxado – não exceda as marcas de dinâmica (não toque muito alto): Maggio (primeiros estudos, principalmente), Schlossberg e Clarke.
      [2] Evite pressão demasiada no bocal. Que tal tirar o dedinho do anel (gancho) em cima do leadpipe?
      [3] Use períodos de descanso. NUNCA toque cansado durante a prática (vai ter essa chance sempre, infelizmente, na “vida real”).
      O cansaço não é normal, mas uma marca moderada, sim.
      [4] Faça sempre um aquecimento bem completo e tanto mais relaxado.

      Sucesso com esse belo instrumento.

  3. EMERSON DOS SANTOS URBA disse:

    É isso ai, sempre digo para os meus alunos não fique ai tocando a toa, tente descaçar.

  4. Firmino lopes disse:

    Abdalan esse teu blog é muito eficaz,muito coisa bacana que eu ja li aqui..to aprendendo tromps a um mês,e não consegui entrar numa aula ainda ,então,to seguindo as dicas por aqui com força.
    Obrigado pela força,abraço.

  5. francisco alves filho disse:

    mestre queria imprimir seus exercícios e não consigo como faço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s