A Escala Maior

Quando quatro notas estão dispostas por intervalos consecutivos de 1, 1 e ½ tom, temos um tetracorde. Veja nos Gráficos 2-1 e 2-2 os tetracordes de C e G.

Tetracorde de C:

Tetracorde de G:

A escala maior é uma sequência de notas formada da junção dois tetracordes distantes um do outro em um intervalo de um tom inteiro (Gráfico 2-3).

Se tomarmos o segundo tetracorde do Gráfico 2-3 e o fizermos em primeiro, completando o segundo tetracorde pela ‘regra 1, 1 e ½’, temos uma nova escala maior, a de G (Gráfico 2-4).

Para aplicar a regra do tetracorde, veja no Gráfico 2-4 que tivemos que ‘afastar’ o F do E adicionando um sustenido.

Continuando com esse procedimento, temos as escalas com sustenidos.

Tomando o primeiro tetracorde do Gráfico 2-3 e fazendo-o em segundo, completando o primeiro tetracorde pela ‘regra 1, 1 e ½’ temos uma nova escala, a de F. Continuando assim, encontramos todas as escalas com bemóis (Gráfico 2-6).

Veja que os sustenidos e bemóis aparecem numa sequência definida.

Uma vez que o acidente ocorre, não mais desaparece nas escalas seguintes.

Os sustenidos aparecem sempre inicialmente na penúltima coluna do Gráfico 2- 5. 

No caso dos bemóis, na sexta coluna do Gráfico 2-6.

Uma vez aparecido o novo acidente, uma nova tonalidade também é gerada. Como cada novo sustenido aparece na penúltima coluna e o tom gerado está na última (Gráfico 2-5), a regra para achar a tonalidade uma vez conhecido o número de sustenidos é muito fácil:

  • A tonalidade gerada está meio-tom acima do último sustenido (Gráfico 2-7).

Veja a figura 2-1 abaixo

Compare a Figura 2-1 com o Gráfico 2-7 e encontre todos os tons com sustenidos.

  • A regra para os bemóis é olhar onde está o penúltimo bemol. Esse é o tom!

Figura 2-2

Compare a Figura 2-2 com o Gráfico 2-8 e encontre todos os tons com bemóis.

Todas as escalas podem ser resumidas no ciclo das quartas[1]. Figura 2-3

Andando no sentido horário à partir de C, cada novo tom tem um bemol a mais.

No sentido anti-horário cada novo tom é gerado pela adição de  um sustenido.

Observe que a ordem de colocação dos sustenidos e bemóis também está relacionada ao ciclo das quartas.

E inversamente:

Todo bom músico sabe identificar uma tonalidade dado o número de acidentes e vice-versa


[1] Também conhecido como ciclo das quintas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s