Tain’t Nobody’s Biz-ness If I Do

Na série blues, apresento Tain’t Nobody’s Biz-ness If I Do de Everett Robbins & Porter Grainger publicada no início da década de 20.

Uma letra com jeito de desabafo – “não há nada que eu faça que não seja criticado, mas vou fazer o que desejo agora”. Como sugere o título: “Não é da conta de ninguém se eu fizer”. Toque essa música como desejar (mas não esqueça de ouvir como os grandes o fizeram)!

Trompete Bb, Concerto, Eb, Trombone (MP3)

Sobre Abdalan da Gama

Músico em Vitória da Conquista - BA - Brasil
Esse post foi publicado em Blues, Playbacks e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s